18 de março de 2009

Caminhar... parte 2

video
Pra vcs babarem tanto quanto eu.. a filmagem não foi de nenhum profissional da área!
Mas serve pra guardar e não se perder na lembrança!!!

17 de março de 2009

Caminhar...


Essa semana que passou, o meu pequeno Henrique, enfim, começou a caminhar, apesar de ainda se sentir um pouco inseguro, mas ter a atitude de se soltar e começar, dar seus passos, cair e dizer: - Caiiii, sorrir, erguer-se e continuar na sua caminhada, não deixa de ser a mais nova das suas conquistas, dar os seus primeiros passos indenpendentes, ir de um canto a outro sozinho, buscar a sua chupeta ou levar o seu carrinho de briquendo a qualquer lugar sem precisar pedir a ninguem (pq ele pedia na linguagem Bebez... rs), isso deixa qualquer mãe felicíssima, diria até mais apaixonada, extasiada, por ver a sua vontade de continuar.


É isso ai filho, agora o mundo literalmente se abre para você, e o tapete da vida se estende ao seus pés, aguardando que caminhe com suas próprias pernas, porém sem nunca estar desacompanhado, mas que a sua cabeça seja boa para comandar as suas pernas fortes, e que seus passos te levem sempre para um bom caminho, que ele seja bom, florido, mas se houver espinhos, obstáculos, que você faça como faz hoje, caia, diga - Caíiiii, mas sorria, levante-se e continue na sua caminhada, rumo aos seus objetivos, as suas metas, aos seus ideais!


E não se esqueça nunca, que eu - a Mamã - estarei por perto pra te ajudar no que você precisar!!!


Te Amo Filho!

13 de março de 2009

Só um lembrete do Quintana...


'A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo: Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo, a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais.'
Autor: Mário Quintana